Meu nome é Karen. Quando eu tinha 14 anos, no intervalo das aulas no colégio, eu e minhas amigas nos reuníamos e falamos de muitos assuntos, até que dia uma delas começou um papo sobre sexo, eu fiquei sem graça por 2 motivos…1.eu era evangélica 2. era muito ingênua e não sabia absolutamente nada de sexo.

Papo vai papo vem, eu envergonhada por não saber nada, e toda perdida no assunto. Até que umas delas começou a falar de uma lenda de como descobrir o tamanho do pinto de um homem, apenas medindo suas costas (mito). Eu fiquei curiosa e ficava prestando muita atenção, ela dizia que quanto mais espaço tivesse entre um ombro e o outro mais grande o pinto do cara seria… e caíram na risada.

A Crentinha Putinha do Papai

Chegando em casa, eu com aquilo na cabeça e morrendo de vontade em fazê-lo, mas não sabia como, eu não tinha irmãos e não tinha namorado, e queria fazer só para eu ter o que falar para minhas amigas. Foi quando meu pai chegou do serviço. Ele não era evangélico e adorava assistir videos pornos na internet, Descobri isso ouvindo uma discussão entre ele e minha mãe, mas até então eu não sabia o que era porno.

-Oi minha filha! dá um beijo no pai aqui, e então como foi na escola ?

– Bem pai ! e sem medo perguntei : – pai quanto mede suas costas?

– Ah não sei karen, porque você quer saber ?

Eu gaguejando um pouco eu inventei uma historia: – é que eu estou com um trabalho de anatomia para fazer e precisava da medida !

– Que trabalho é esse filha ?

– Um trabalho de escola pai é sobre o corpo humano! Você pode me ajudar ?

– Agora não karen, não tenho paciência para essas coisas vai pedir para sua mãe te ajudar.

Então ele foi para quarto e depois foi tomar banho, segundos depois minha mãe foi atender uma vizinha no portão, e eu movida por uma curiosidade imensa fui tentar espiar meu pai tomando banho para poder ver o tamanho do pinto dele, mas sem sucesso.

No outro dia (sábado) acordei cedo e vi que minha mãe ja tinha saído para ir a feira, e achando que ele estava dormindo pois ele ficara até tarde olhando filmes pornos, peguei a fita métrica e corri para o quarto do meu dele e devagar abri a porta e vi que ele estava de bruçoz e fui entrando chegando perto dele estiquei a fita e fui medir suas costas quando ouvi sua voz ainda meio sonolenta:

– Karen!! O que você esta fazendo aqui?

-Nada pai, só vim trazer um copo de água!! Então ele se virou e olhou para mim e viu que eu estava com a fita métrica na mãos, mas também ele olhava meu shortinho de dormir, era de lycra e mostrava minha boceta em forma de capo de fusca, Então ele levantou disse:

– Poxa filha, eu não tinha dito pra você ir pedir para sua mãe te ajudar? Eu preciso descansar Karen!!

– Mas pai a mãe foi na feira!

E ele já em tom alto -É TÃO NECESSÁRIO ASSIM ESSAS MEDIDAS, OQUE VOCÊ QUER MEDIR? ~

-aff… pai só quero medir o seu ombro ao outro!! Então ele já sabendo da tal lenda, me encostou na parede perguntando quem tinha me dito isso:

– Quem te pediu isso, seu professor? se for irei falar com ele!!

– Não pai não foi ele não!!

– ENTÃO QUEM FOI, ME DIZ KAREN ME DIZ AGORA?

-Foi minhas amigas pai, calma não me bate! E chorando pedi para ele não contar para minha mãe, porque ela era evangélica e era daquelas meio fanáticas.

-Pai por favor não conta para mãe ela vai me bater muito o senhor conhece ela?

-Ahhhh tá bom Karen para de choro e senta aqui!

-Me diz, Você está querendo saber o tamanho do meu pau ?

– Sim pai, as meninas ficam falando em sexo e eu fico chateada por não saber nada!!

-O que elas ficam falando ? E com ingenuidade eu respondi:

– Elas falam de pinto duro, pau grande, rola grossa eu não sei nada disso pai eu nunca vi um homem pelado!!

Ele meio sem jeito, mas olhando meu shortinho e mirando minha chaninha disse :

– Karen eu vou te mostrar meu pau filha, mas você tem que jurar que nunca ira contar pra sua mãe combinado?

-Combinado!! mas pai, o senhor também pode deixar eu ver ele duro ?

Então ele sorrindo não acreditando que ele estava de frente com uma ninfetinha tão ingênua disse:

-Pode sim filha, mas você vai ter que fazer uma coisa pra ele ficar duro?

Ele tirou o pau para fora e vi que mesmo mole dava uns 8 cm e foi então que ele pediu:

-Agora filha para ele ficar duro você tem que tirar o short e a calcinha e mostrar sua rachinha para o papai?

Fazendo isso percebi que o pau dele ia ficando cada mais duro e grosso e pedi para ele se eu podia colocar a mão, ele sorrindo disse que eu podia fazer o que quiser com ele, então peguei ele na mão, e sentindo aquela rola quente nas mãos e apertei, então ele me pediu pra segurar firme e levar pra frente e atrás, fazia o que ele me pedia quando senti sua mão na minha boceta:

– Ohhhhhhhhhhh karen ssssssssss que delicia filha uhhhhhhhh se ajoelha filhinha e coloca a cabecinha dele na boca e olha pra mim tá, vai ohhhhhhhhh…… Com aquela rola na boca olhava para ele, vi que ele estava gostando e comecei a acelerar um pouco mais, ele louco de tesão e com a voz trêmula me pediu para parar um pouco…

– Karen tem outra coisa filha, vai sair um liquidozinho branco você tem que engolir tudo tá bom não deixa cair nada no chão porque senão sua mãe vai brigar!!

– Mas pai esse liquido é o que ?

– É leitinho filha e é bem docinho, você vai gostar, sua mãe adora tomar ele!

– Tá pai, prometo não deixar cair nada!

Ele segurou minha cabeça com as duas mãos bem firme mandou eu deixar a boca bem aberta e com aquela rola grossa enfiava e tirava da minha boca, meus olhos minavam lágrimas com aquela rola indo até minha garganta e voltando quando ele parou, e tremendo e gozando ele falava:

– OHHHHHH KAREN HUMMMMMMMMMMMMMM ENGOLE FILHA ENGOLI TUDO AHHHHHHHH OHHHHHHHHHAinda eu estava engolindo o resto que estava na boca, quando ouvimos minha mãe chegar.

– Não fala nada karen!!! vai para o banheiro e toma banho vai,vai,vaiMais tarde depois do almoço estávamos na sala vendo tv, meu pai mal me olhava, minha mãe foi até a cozinha para estourar pipoca, então me aproximei dele e olhando para cozinha para ver se minha mãe não vinha eu perguntei:

-Pai vamos fazer aquilo de novo outro dia?

– Fala baixo filha!! vamos sim, mas ira ser diferente!!!

– Como assim pai diferente ?

– Você irá ficar na cama de quatro com a bundinha empinada pro papai, e papai vai colocar o pinto no seu buraquinho de trás!!!!

– Buraquinho de trás? mas pai, eu não vou só chupar sua rola de novo?

-Dessa vez não Karen, eu vou querer colocar a minha rola no seu cuzinho, mas ira doer só um pouquinho você quer ?

– só vai doer um pouquinho mesmo pai ?

– Sim filha, papai sabe fazer isso e não vai te machucar prometo!!! mas você vai ter que ficar em casa amanhã de manhã!!

– Aff….. pai não vai dar, a mãe vai querer me levar pra igreja?

– Fala que você esta doente e que está com lição de casa para fazer, e que eu vou te ajudar, se ela vir me perguntar eu confirmo ok!!

No outro dia(domingo) entrei no quarto e disse para ele que a mãe ja tinha saído, então ele tira sua coberta e em seguida diz para mim tirar a roupa e ir para cama, nisso vi que ele já estava com a rola bem dura, ele se deitou e pediu para eu sentar na cara dele e começou a chupar minha boceta, senti uma sensação incrível – ooooh,ooooh,oooh,oooh, haaaaaaaaaa nossa pai que gostoso hummmmmmm ohhhhhhhh não para ohhh,ohhhh,ooohhhhh,ohhhh,ooohhh, meu coração acelerou, minhas pernas tremiam ohhhhhh,hummmmmm ohhhh, vaaaaaiiiiiiiiiiiii paiiiiiiiiiiiii, ohhhhhh,ohhhhoohhhhhh, tinha gozado na boca dele. Ainda estava delirando de tanto tesão quando ele me colocou de quatro, pegou o lubrificante passou no seu pau e no meu cuzinho, então empinou minha bundinha e começou a enfiar, arregalei meus olhos e gritei, Aiiiiiiiiiii pai Aiiiiiiiiiiiiii, para ta doendo Aiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii paaaaaaaaaarrrrrrrrrrrraaaaaaaa, e com lágrimas nos olhos falava….você falou que ia doer só um pouquinho….Aiiiiiiiiiiiiiiiiiii paarrrrrrrraaaaaaaaaa.

– Calma karen a dor já vai passar, não fica piscando o cu, relaxa e abre mais ele!

-Não pai para por favor Aiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii, aiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii, aiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiMinutos depois eu já sentia a dor diminuir e as bolas dele batendo na minha boceta, olhava para ele e ele com os olhos virando me chamando de putinha gostosa.

– Hummmmm, que cuzinho gostoso,ohhhhhhh, iissssoooooo vai karenzinha rebola na minha pica grossa, ohhhhhhhoooooooohhh, hummmmm.

E já não sentindo mais dor, comecei a curtir aquela rola enorme me rasgando, e rebolava muito no pau dele quando de repente ele enfiou tudo, parou e puxou meus cabelos e gritou: HHHHHHAAAAAAAHHHHHHHHHAAAAAAAAAHAAAA E ele gozou como nunca, encheu meu cuzinho com seu leitinho doce,

Quando ele tirou sua rola do meu cuzinho veio junto um jatinho de porra e começou a escorrer pelas minha buceta e pelas minhas coxas.

Dali em diante eu virei sua crentinha putinha, ele me ensinou muita coisa sobre sexo, eu queria perder a virgindade com ele mas ele só queria comer meu cuzinho.