Comendo a Cunhadinha: Um certo fim de semana nos reunimos como sempre na casa de meus pais e seria um dia especial, pois meu irmão iria apresentar minha nova cunhadinha, só que para meu espanto na hora da apresentação me aparece a Fabi, uma loira espetacular seios fartos e bumbum empinadinho e pra piorar tudo foi era minha foda preferida na faculdade e muito safada…

Quando ela me viu abriu um largo sorriso que me deixou embaraçado.

Comendo a Cunhadinha

Foi ficando tarde e meu irmão teve uns problemas em seu carro e me pediu para levar Fabi embora, relutei um pouco, pois vi que ela adorando a idéia, mas não tendo outra escapativa tive que ir…

Ela morava um pouco retirado da cidade, o que piorava tudo, pois tinha muita opção de caminhos e ela estava com uma mini saia muito curta e justa que era impossível não olhar e ela percebendo meus olhares foi indicando o caminho e acabou me levando até um terreno baldio e quando não tinha mais por onde seguir quem seguiu me agarrando foi ela, e eu tentando sair das investidas dela chegou uma hora que não resisti e cai em tentação nos braços daquela putinha safada que estava ansiando por uma surra de pica.

Ela foi abrindo minha calça e tirando meu pau pra fora e abocanhando com uma vontade que me deixou cheio de tesão fui tirando sua roupa e deixando a mostra aquele corpo escultural e cai de boca naqueles seios fartos e correndo minha mão em sua bucetinha percebi que estava toda melada então decidi cair de boca e sugar todo aquele mel.

Então ela vira pra mim e diz “lembra como você adorava comer meu rabinho? ele continua apertadinho”, e meu pau estava uma rocha de tão duro e pulsava de um jeito que achei que ia explodir então sem mais demora coloquei aquela safada de quatro e dei aquela lambida em seu cuzinho o deixando todo babado e pronto para receber meu pau e nessa hora fui colocando a cabecinha na direção daquele cuzinho rosadinho e fui empurrando até que vi a cabecinha sumir pra dentro e ela se contorcendo de tesão e pedindo pra por tudo que ela aguentava e obedeci rapidamente empurrando o resto de meu pau com força e arrombando aquele rabo delicioso e dando varias estocadas ela gritando pra não parar e pra socar com força e sentindo ela morder meu pau com o cuzinho ia me deixando louco, eu não estava aguentando mais a vontade de gozar disse pra ela que ia dar o leitinho na boquinha daquela putinha safada, então ela para e toma meu pau nas mãos e começa a me punhetar pedindo o leitinho e não aguentando mais jorrei meu gozo em sua boca que fez questão de beber tudinho…

Depois desse dia por sorte o carro de meu irmão nunca mais quebrou, rsss…

Quando nos encontramos nos almoços de fim de semana fico até meio longe, pois ela me olha com aquele jeito que me arrepia,rsss…